Como proceder quando quer trocar de carro com crédito? Fique a conhecer todas as opções disponíveis e veja qual a mais vantajosa para si.

Comprar carro significa, na maioria das vezes, fazer um empréstimo, recorrendo assim a um crédito automóvel. Mas, o que fazer se quiser trocar de carro com crédito? Ou seja, como deve proceder se quer trocar de carro, mas ainda está a pagar o empréstimo referente à primeira viatura?
É possível trocar de carro com crédito desde que liquide o valor em falta. Fique a saber como deve proceder nesta situação.

COMO TROCAR DE CARRO COM CRÉDITO: AS OPÇÕES

O crédito automóvel consiste numa modalidade de pagamento cujo objetivo é permitir a compra, a crédito, de um carro novo ou usado. Isto dá-se na forma de contrato de crédito, onde o veículo fica em nome do cliente com a reserva de propriedade/hipoteca a favor de uma entidade financeira.
Se quiser trocar de carro após ter aderido a esta modalidade de pagamento tem, essencialmente, duas opções: ou liquida o valor em dívida, ou então opta pela cedência de crédito. Mas vamos por partes.
SALDAR A DÍVIDA
Se decidir pagar o montante que faltava para que a dívida de empréstimo fique saldada, deve contactar a entidade financeira junto da qual fez o empréstimo e saber quanto falta pagar. Informe-se (não só junto do banco) acerca de todos os valores que fazem parte deste cenário: liquidação total, penalizações por amortização, valor de mercado da viatura, quanto lhe oferecem pelo carro que quer vender, etc.
Se já tiver dinheiro para pagar o que falta do empréstimo, tanto melhor, caso contrário, pode tentar vender o carro e usar o montante para saldar a dívida.
Se pretender comprar o novo carro também a crédito, pergunte ao banco se pode juntar o que falta do empréstimo que está por pagar ao novo crédito que vai pedir.
Pode ainda negociar com o stand, o carro novo que pretende comprar.
CEDÊNCIA DE CRÉDITO
Se não optar por pagar o que falta ou acumular os dois créditos num, pode fazer uma cedência de crédito, ou seja, transferir o crédito para outra pessoa. Esta modalidade é muito utilizada em negócios relacionados com automóveis, até porque há muita gente que troca de carro regularmente e assim ambas as partes ficam a ganhar.
A cedência de crédito funciona a negociar o valor total já amortizado à entidade de crédito com a pessoa interessada no carro que quer vender. Depois disso, o novo titular do contrato é que irá pagar o montante do crédito em falta.
Por exemplo, supondo que tem um empréstimo pessoal de 40mil euros por um prazo de 60 meses e deixa de conseguir pagar aos 50 meses, o que acontece? Neste caso, é o novo titular que deve aceitar a cedência de crédito e pagar os restantes 10 meses, mais um valor, acordado entre os dois, referente à parte do empréstimo que já foi amortizada pelo primeiro titular.
É preciso notar que cada caso é único e que, depois de acordar esta transferência de crédito com o comprador, esta ainda tem posteriormente de ser aceite pelo banco.

O QUE FAZER ANTES DE TROCAR DE CARRO

Antes de iniciar a operação de troca do carro deve efetuar dois passos importantes:
1. Saiba quanto falta pagar, no total, até ao final do crédito. Contacte a entidade financeira para saber o valor exato em dívida. Pergunte também quanto ficaria se efetuasse a liquidação total e o valor das eventuais penalizações pela amortização;
2. Pesquise cuidadosamente o valor de mercado atual do seu carro tendo em conta as condições em que se encontra. Consulte informação especializada.
fonte: ekonomista/AnaDuarte